Que dia é hoje?

Que dia é hoje?Redd Angelo / unsplash

Histórias, rimas, personagens, métrica, cenários, palavras, poesia, conto, crônica, romance. Hoje é o dia daqueles que criam um mundo a partir de uma folha em branco, daqueles que tecem os mais diversos sentimentos e que sabem como ninguém manusear o seu idioma. Hoje é dia 25 de julho, Dia do Escritor.

A data é comemorada no Brasil desde a década de 60, quando Jorge Amado e Peregrino Júnior estavam participando do I Festival do Escritor Brasileiro, organizado pela União Brasileira dos Escritores – RJ. Nesse evento surgiu a ideia de instituir uma data para homenagear o ofício e, desde então, instaurou-se o dia 25 de julho como Dia do Escritor.

Pensando nisso, hoje o Pra Ler acompanhou a repercussão de tal data na internet. Assunto batido pela grande mídia, “Escritor” e “#diadoescritor” estão nos Trending Topics desde o começo da manhã, seja no nacional ou no de São Paulo. O assunto também foi tema de vários posts, em diversos blogs, variando de informativos ou homenagens de escritores. Fiquem com um apanhado de trechos dos principais textos de hoje. É só uma amostra grátis do que rolou hoje, então vale a pena clicar em cada link e ler:

“- Você gosta?
– De escrever?
– Sim.

Eu poderia ter respondido muita coisa”

Rob Gordon, “Apenas o post de 25 de julho” – Championship Vinyl

“Tenho muito orgulho de mim por poder me inspirar e repassar as palavras pro papel ou pra tela do computador e me sinto muito feliz por ser capaz de tal proeza e por ter vendido alguns exemplares. Mas ao mesmo tempo é frustrante, porque ainda não posso viver disso. Ter talento para escrever, desenhar e pintar e não ser reconhecido, incentivado, remunerado”.

Thais Petransky, “Feliz dia do escritor” – Devora o tempo

“Neste 25 de julho se comemora o dia do escritor, efeméride relativamente nova e que, provavelmente, passará mais uma vez incógnita à grande maioria das pessoas. Talvez porque, ao contrário do resultado do trabalho do escritor, a comemoração desse dia não vise diretamente ao público que lê, mas ao questionamento do ofício de quem escreve”.

Nelson Patriota, “A propósito de mais um dia do escritor” – Tribuna do Norte

“Não sei se é isso, mas para mim, escrever dói. Tem a ver com sofrimento, tristezas e tragédias.

As pessoas felizes vão à praia, ao shopping, viram Arquitetos, dentistas advogado, professores, motoristas (o que é muito bom), os Escritores sofrem por todos eles”.

Sérgio Vaz, “Hoje é dia do escritor” – Colecionador de Pedras

Um feliz Dia do Escritor, com ótimas histórias para contar depois.

Cena do filme “O Escritor Fantasma”

Brunin Assis

Cheirei um livro pela primeira vez aos quatro anos. Aos dez já era frequentador de bibliotecas. Aos quinze comecei a consumir exemplares mais pesados. Aos vinte não conseguia mais sair de casa sem um livro. Hoje sonho em ter uma casa cheia deles, mas tenho medo de ser preso por tráfico de cultura.