Pra ninguém botar defeito

Pra ninguém botar defeitoBrandon Redfern / reprodução

Setembro definitivamente será um mês literário. Entre os dias 1º e 11 acontecerão duas feiras literárias no Brasil. Enquanto o Rio de Janeiro abriga a XV Bienal do Livro, Belo Horizonte será sede do primeiro Salão do Livro Infantil e Juvenil de Minas Gerais.

O Salão do Livro tem o objetivo de aproximar os jovens da literatura e contribuir para a evolução dos índices de leitura. Espetáculos de teatro e musicais, narrações de histórias, bate-papos com escritores, mesas redondas temáticas para educadores e lançamento de livros fazem parte da programação durante os 11 dias de evento. Dentre os principais nomes presentes estão o cronista Luís Fernando Veríssimo; o desenhista e escritor Ziraldo; Ana Maria Machado, autora do clássico infanto-juvenil “Bia Bisa, Bisa Bel”; e o autor mineiro Affonso Romano de Sant’Anna.

A entrada para o Salão do Livro Infantil e Juvenil é franca. Nos dias úteis, o evento reúne público leitor e interessados de 9h às 21h; no feriado e nos fins de semana, entre as 10h e as 21h. O encerramento vai ser às 20h do dia 11. A programação completa pode ser vista aqui.

Enquanto BH se dedica aos jovens, o Rio abre as portas para a bienal do livro. A feira chega a 15ª edição trazendo autores nacionais e internacionais. Dentre os nomes que vão palestrar no evento estão Anne Rice, autora de “Entrevista com Vampiro”, William Paul Young, do best seller “A Cabana”, e o premiado autor português Gonçalo M. Tavares, além da cantora Hillary Duff, que fala sobre o primeiro livro da carreira, “Elixir”. A entrada custa R$12,00. Estudantes pagam meia entrada e professores têm entrada gratuita.

Brunin Assis

Cheirei um livro pela primeira vez aos quatro anos. Aos dez já era frequentador de bibliotecas. Aos quinze comecei a consumir exemplares mais pesados. Aos vinte não conseguia mais sair de casa sem um livro. Hoje sonho em ter uma casa cheia deles, mas tenho medo de ser preso por tráfico de cultura.