As aventuras de Mark Twain

As aventuras de Mark TwainDylan Luder / unsplash

O homenageado do Google de hoje é Mark Twain que, se estivesse vivo, faria 176 anos hoje. A imagem acima é uma das cenas clássicas de um de seus livros mais importantes: As aventuras de Tom Sawyer.

“Ben parou de comer a maçã. Tom pintava cuidadosamente, movendo o pincel de um lado para o outro, dava um passo atrás para ver o efeito, retocava aqui e ali, tornava a ver o efeito e, entretanto, Ben olhava para aquilo tudo cada vez mais entretido, até que, passados alguns momentos, disse:

– Deixe-me caiar um pouquinho, Tom?”

Nascido como Samuel Langhorne Clemens em 30 de novembro de 1835, Mark Twain foi o pseudônimo criado para o autor publicar suas histórias. Ele começou a carreira de escritor quando se mudou para a Califórnia por conta da corrida do ouro iniciada nos Estados Unidos no final da década de 40 e início da década de 50. Escreveu vários artigos para jornais de São Francisco e publicou seu primeiro livro em 1867, então com 32 anos.

Apesar de seus textos já serem conhecidos, foi com As aventuras de Tom Sawyer, publicado em 1876, que o grande sucesso veio. A continuação do romance (As aventuras de Huckleberry Finn) é considerada por muitos como “o maior romance americano”. Vamos explicar isso melhor.

Obras que podem ser consideradas como tradutoras do espírito de uma época recebem o rótulo de “o maior romance americano”. Alguns outros livros que também já recebem essa nomenclatura alguma vez na vida foram Moby Dick, de Melville; O Grande Gatsby, de Soctt Fritzgerald; O apanhador no campo de centeio, de Salinger; e Lolita, de Vladimir Nabokov.

A grande importância de Twain é ser um dos primeiros escritores genuinamente norte-americanos. Ele foi o responsável por levar para as páginas de seus livros pessoas simples, que ainda não haviam sido retratadas na literatura. Além disto, ele colocou em pauta uma discussão séria a respeito da discriminação racial nos Estados Unidos e atacou o puritanismo que era predominante no país. Ele também foi considerado o pai da literatura norte-americana por William Faulkner, o nobel da literatura de 1949 e um dos maiores escritores dos EUA.

Twain nasceu em um ano de passagem do cometa Halley e morreu um ano antes da passagem de outro. Ele falava brincando que seria a decepção da vida dele se ele não fosse levado embora com o cometa.

Para quem nunca leu nenhum dos livros do autor, As Aventuras de Tom Sawyer e As Aventuras de Huckleberry Finn estão disponíveis no site Domínio Público, em inglês. É só baixar os arquivos e aproveitar a leitura.

P.S: Navegando pela web, achei uma carta que Twain escreveu para uma menininha de 9 anos de idade, em 1907. Vale a pena dar uma lida

Brunin Assis

Cheirei um livro pela primeira vez aos quatro anos. Aos dez já era frequentador de bibliotecas. Aos quinze comecei a consumir exemplares mais pesados. Aos vinte não conseguia mais sair de casa sem um livro. Hoje sonho em ter uma casa cheia deles, mas tenho medo de ser preso por tráfico de cultura.