Bienal mineira abre inscrições para autores independentes

Bienal mineira abre inscrições para autores independentesRedd Angelo / unsplash

Autores independentes podem se cadastrar até o dia 16 março para participarem da Bienal do Livro de Minas. Segundo os organizadores, o objetivo é valorizar e incentivar o trabalho de novos talentos literários. Coletar os dados dos escritores é necessário para dimensionar a demanda de participação na Bienal e estudar o formato e a viabilidade de trazer esses autores para o evento.

Em 2012, entre os dias 18 e 27 de maio, será realizada a terceira edição da Bienal do Livro de Minas. Neste ano o evento, uma iniciativa da Câmara Mineira do Livro, tem a previsão de crescer 20% em relação à 2010. O destaque desta edição deve ser o foco no jovem. A Bienal vai trazer um espaço – o Território jovem – voltado para leitores entre 12 e 18 anos, onde haverá debates sobre temas atuais, relacionados à realidade do público-alvo. Outra novidade será o Livro Encenado, no qual atores e personalidades farão leituras e representações de clássicos da literatura. A Bienal vai contar ainda com os espaços tradicionais, como o Café Literário e as Atividades Infantis.

Os números que envolvem a Bienal do Livro de Minas são suntuosos. Em 2010, aproximadamente 250 mil pessoas visitaram o evento ao longo dos seus 10 dias. A programação contou com a presença de 120 autores em cerca de 80 sessões culturais. Durante a Bienal foram vendidos 700 mil livros, o que resultou em um faturamento de R$ 9 milhões.

Os autores que se interessarem em participar da Bienal do Livro de Minas devem entrar em contato com a Câmara Mineira do Livro até o dia 16 de março pelos telefones (31) 3241-3325 / (31) 3241-2177 / (31) 3241-4484 ou pelo e-mail camara@camaramineiradolivro.com.br. Para saber mais informações, acesse www.bienaldolivrominas.com.br.

Thais Marinho

Ainda são poucos os livros na minha estante e muitos na lista para serem lidos, mas a paixão por eles já está há muito tempo instalada. Hoje, cá estou, quase ex-jornalista, estudante de Letras, atualmente em terras hermanas, desbravando o argentinês e as literaturas hispano-americanas.