Manual de funcionamento do Universo

Manual de funcionamento do Universokaboompics / reprodução



Compreender como tudo à nossa volta funciona. Esse é basicamente o maior sonho de todos os cientistas. Já os autores de ficção científica estão por aí para clarear teorias nebulosas, especular alternativas que a realidade ainda não alcançou ou, como dizem alguns fãs, só pra complicar ainda mais a coisa toda.

Larry Niven é um dos mais renomados escritores de sci-fi da atualidade e já ganhou quatro reconhecidos prêmios literários de ficção científica com seu romance mais famoso Ringworld (1970): Nebule, Locus, Ditmar (australiano) e Hugo (organizado pela Sociedade Mundial de Ficção Científica). Tanto reconhecimento não é à toa, pode-se dizer que Niven já entendeu como as engrenagens abstratas do cosmo funcionam.

Entendeu e, além disso, publicou tudo em seu livro Take My Advise (2007). A listagem “As leis de Niven” (Niven’s Laws) – que também é conhecida pelo nome “Como o Universo funciona” (How the Universe Works) – levou anos para ser montada, passou por algumas modificações e, abaixo, está uma das versões mais reconhecidas, justamente a que foi publicada em Take My Advise. Então, acomode-se confortavelmente em sua cadeira, leia o texto e dê adeus a qualquer tipo de crise existencial.

As Leis de Niven (Como o Universo funciona)*

Depois de 50 anos de observação, isso é o máximo que consegui: é assim que o Universo funciona.Espero não ter deixado nada de fora.

1a – Nunca atire merda em uma pessoa armada.
1b – Nunca fique parado perto de alguém que está atirando merda em uma pessoa armada. – Você não imaginaria que isso realmente precisasse ser dito. Alguém se lembra da Convenção Democrata de 1968?

2 – Nunca dispare um laser contra o espelho.

3 – A Mãe Natureza não se importa que você está se divertindo – (Por favor, repare: Você não será parado! Existem coisas que você não pode fazer porque seu metabolismo oxida açúcar, ou porque você é feito carne, ou porque é um mamífero ou porque é um humano. Substâncias químicas divertidas irão te matar devagar ou rápido, ou irão acabar com seu cérebro… ou prolongar sua vida, se você for cuidadoso. Você não pode voar como uma águia, e nem, por enquanto, como Dédalo, mas você pode voar com uma asa delta, ou pode voar pelos céus em algo tão apertado quanto uma sala de estar. Há, inclusive, explicações para o jetlag. Você pode trapacear. A Natureza não está nem aí, mas não se deixe prender.

4 – L x S = k. O produto entre Liberdade e Segurança é uma constante. Para ganhar mais liberdade de pensamento e/ou de ação, você precisa abrir mão de certa quantidade de segurança e vice-versa. Essas considerações valem para indivíduos, nações e civilizações. Perceba que a constante k é diferente para cada civilização e diferente para cada indivíduo.

5 – Psi e/ou poderes mágicos, se reais, são praticamente inúteis. Caso contrário, ao longo de toda a existência da vida humana, nós teríamos feito alguma coisa com eles.

6 – É mais fácil destruir do que criar. Se os seres humanos não tivessem uma incrível preferência pelo ato de criar, nada teria sido construído.

7 – Qualquer tolo pode predizer o passado. Generais são famosos por isso e, certamente, escritores também.

8 – A História nunca se repete.

9 – A ética se transforma com o avanço da tecnologia.

10 – A Anarquia é a estrutura social menos estável. Ela desmorona com um toque.

11 – Existe a hora e o lugar em que é preciso ter tato. (E há momentos em que tato é algo totalmente inapropriado).

12 – As formas como os humanos agem não mudam, mas são infinitas.

13 – Os assuntos mais maçantes do mundo, em ordem:
– A dieta de outra pessoa;
– Como gerar dinheiro para uma causa nobre;
– Criação de “categorias especiais”;

14 – A única mensagem universal nas histórias de ficção científica: Há mentes que pensam exatamente como você, mas de forma diferente. Corolário do Niven: O peru modificado geneticamente com quem você está falando não é, necessariamente, uma delas.

15 – A Lei de Niven para músicos: Se os aplausos não forem mais altos do que sua música, algo está errado. Toque melhor ou mais baixo.

16 – A Lei Fuzzy Pink de Niven: Nunca desperdice calorias. Salgadinhos de batata frita, doces ou o consumo de um sundae com cobertura quente podem envolver você, seu médico, seu guarda-roupas e outros fatores. Mas a Lei Fuzzy Pink de Niven implica:
Não coma batatas fritas ensopadas
Ou doces baratos
Ou um sundae com cobertura quente de qualidade inferior
Ou uma pizza fria e empapada.

17 – Não existe causa tão digna que alguém não possa encontrar um tolo seguindo-a. Vale a pena anotar essa. Na High Frontier Convention, as mentes agregadas eram as melhores do mundo e eu não consigo pensar em uma convenção que não tenha me ensinado algo. Mas a única pessoa da imprensa com quem esbarrei, estava entrevistando o único idiota entre nós. Para provar isso, a pessoa poderia ter procurado por um comunista tolo, um liberal do século XIII, um cientistologista, um defensor do High Frontier, um membro da Mensa, um fã de ficção científica, um gamer, um cristão ou ainda um fanático devoto da criação de categorias esp- Mas isso não reflete, de fato, a causa da convenção. Tipos de argumento Ad Hominen poupam tempo, mas ainda sim são falácias.

18 – Não existe técnica útil se ainda não foi usada. Se isso soou simplista, veja algumas complexificações: contar ao seus amigos sobre sua dieta não o faz magro. Comprar um livro de culinária diet muito menos. Mesmo ler as receitas não vai funcionar. Ter conhecimento dos Alcoólatras Anônimos, encontrar o número de telefone, anotando-o num papel de verdade, não vai deixar você sóbrio. Comprar pesos não te deixa musculoso. Assinar uma lista não vai fazer mísseis desaparecerem, mesmo que você faça várias cópias e conte para cada âncora de TV na face da Terra. Da mesma forma, estudar designs para naves espaciais não vai colocar coisa alguma em órbita. E assim por diante. Mas se você sinceramente conhece alguém que tentou dessa forma e, talvez, essa pessoa seja você mesmo.

19 – Não nos responsabilizamos por conselhos não aceitos.

Vimos no List of Note
Imagem: Internet
*. Tradução livre feita pelo Pra Ler.

Ennio Rodrigues

Adoro as mais improváveis viagens que se pode imaginar a partir de um texto, até as divergentes. Não sou leitor precoce, mas tenho uma ótima arma: curiosidade. D’O Guia do Mochileiro das Galáxias ao Machado. Foi um amigo que disse certa vez e concordo: “nem que passasse a vida inteira a ler, terminaria todos os Clássicos! Em vez disso, prefiro apenas tentar encontrar livros que me tirem do lugar”.