Novas capas para Jules

Novas capas para JulesDylan Luder / unsplash

Talvez você não saiba, mas a ficção científica tem um pai. Este é o título que recebe o francês Júlio Verne. Em suas mais de 100 obras, o autor, que nasceu em 1828, descreveu mundos fantásticos, repletos de máquinas inovadoras – cuja semelhança com o futuro pode não ser mera coincidência. Também não é fruto do acaso o fato de a obra do autor ser uma das mais traduzidas na história: tem versões em mais de 148 línguas.

A relevância e admiração pelas obras do escritor francês inspirou o artista Jim Tierney a fazer o redesign de quatro capas como trabalho de conclusão de seu curso de ilustração na University of Arts, da Filadélfia. O resultado está longe de ser “amador”. A nova roupagem de Vinte Mil Léguas Submarinas, Viagem ao Centro da Terra, A Volta ao Mundo em Oitenta Dias e Da Terra à Lua é belíssima e remete aos universos criados por Verne.

Confira abaixo as imagens do trabalho e também o vídeo em que o artista mostra em detalhes suas criações:

Quem se interessa por design deve dar uma passada no site do artista e conferir outros trabalhos.

Jessica Soares

As páginas amareladas, a poeira da capa, o lugar escondido no armário em que esperava por ser desbravado – a história sempre teve início antes das palavras. Nunca pisei no solo de outro planeta. Mas, na falta de naves, aviões e ônibus de viagem, embarquei nas páginas dos livros, que nunca falharam em me levar para longe.