[Última entrevista] Christopher Hitchens

Julia Marques | Pra Ler

Um inimigo da Madre Teresa de Calcutá. Difícil ser mais polêmico do que isso. A obra contra a freira – ironicamente batizada de Missionary Position, que também significa ‘papai-e-mamãe’ – foi apenas um de seus manifestos que batiam em Deus e na religião. O argumento era de que a indiana representava o que havia de mais reacionário na Igreja Católica. Só Deus sabe se existiu um ateu mais convicto.

Não foi surpresa quando o escritor britânico morreu em novembro de 2011. No diagnóstico onde aparecia câncer de esôfago, os conhecidos também liam incontáveis maços de cigarro e doses de uísque. Dizia que não imaginava sua vida sem as festas, as madrugadas e as segundas garrafas. Apesar do antiteísmo, foi acompanhado por um pastor evangélico, que mapeia genomas de pacientes.

Era herdeiro de George Orwell. Além de escritor e jornalista, um polemista profissional. Conseguiu desagradar a conservadores e vanguardistas. Quando jovem, abraçou o controverso trotskismo. Na maturidade, inventou de defender a invasão norte-americana no Iraque. Irônico, de língua afiada, ainda se tornou uma estrela de debates ao vivo.

Ao descobrir a doença, ficou triste por morrer antes dos filhos casarem. Era tão humano quanto qualquer um de nós. Mas também lamentou não estar vivo para escrever os obituários de dois dos seus alvos preferidos: o diplomata Henry Kissinger e o papa Bento XVI. Ácido como ninguém mais.

Leia a última entrevista que Christopher Hitchens deu à revista britânica New Statesman, publicada em novembro de 2011.

Com informações daqui e daqui.
Imagem retirada daqui.

Julia Marques

Julia Marques

Quando era bem pequena resolvi escrever um livro. Era a história de um barquinho que perdeu o rumo no mar. Desde então, minha relação com a literatura vem em ondas: às vezes bate forte, sacudindo tudo. Outras vezes sossega. Encontrei no Pra Ler o sopro para essa aventura. Meu barquinho infantil segue cambaleando por esse mar de histórias, personagens, e cenários. Talvez um dia ele aviste um porto.
Julia Marques