The Broken Tower

The Broken TowerDylan Luder / unsplash

Nos corredores de universidades e círculos de estudiosos, seu nome figura entre os grandes. Em outros espaços, é lembrado apenas como “difícil” – adjetivo que não se refere apenas à sua personalidade, mas principalmente às suas palavras. Mais de uma vez, grandes admiradores revelaram ter dificuldades para entender os poemas do poeta norte-americano Hart Crane. Um deles foi o colega de profissão (e fã do escritor) Tennessee Williams, que logo emendou um “mas as linhas individuais não foram feitas para serem entendidas” à declaração polêmica. Depois de curta temporada neste mundo, Crane tirou a própria vida aos 32 anos. Agora, inspira um longa-metragem que apresenta ao grande público um pouco mais sobre sua figura enigmática.

The Broken Tower é estrelado, escrito e dirigido por James Franco. Além de atuar em grandes sucessos hollywoodianos como 127 Horas e na franquia Homem Aranha de Sam Raimi, Franco tem forte ligação com a literatura e a academia. Ele é Mestre em Literatura pela Universidade de Columbia, estudou cinema na Universidade de Nova York, ficção na Brooklin College e poesia na Warren Wilson College e cursa o pós-doutorado na Universidade Yale. O interesse pelo trabalho de Crane surgiu ainda em 2002, ao ler The Broken Tower: The Life of Hart Crane, biografia do poeta escrita por Paul Mariani, que acabou inspirando sua tese de mestrado.

O longa, cujo título faz referência ao poema póstumo de Crane, é a materialização da grande admiração de Franco pelo escritor, revelada no vídeo abaixo. Quem também fala sobre o poeta é o biógrafo Mariani, cujo livro serviu como base para o roteiro.

Em exibição limitada nos Estados Unidos, ainda não há previsão para a estreia de The Broken Tower em território brasileiro.

Vimos no Open Culture.

Jessica Soares

As páginas amareladas, a poeira da capa, o lugar escondido no armário em que esperava por ser desbravado – a história sempre teve início antes das palavras. Nunca pisei no solo de outro planeta. Mas, na falta de naves, aviões e ônibus de viagem, embarquei nas páginas dos livros, que nunca falharam em me levar para longe.