A conta bancária dos Vingadores

A conta bancária dos VingadoresRedd Angelo / unsplash

Derrubar vilões e salvar o planeta não são tarefas fáceis, mas faturar bilhões de dólares com isso é realmente para poucos. Os Vingadores tem feito sucesso nas salas de cinema e também em dezenas de empresas. Os licenciamentos e acordos de patrocínio passam pelos brinquedos, claro, mas também penetram em ramos inusitados como hotelaria, perfumes e carros de luxo. A galinha dos ovos de ouro – a Marvel – foi uma boa compra da Disney em 2009. Só no ano passado, essa aquisição rendeu 6 bilhões de dólares em lucros nos produtos de varejo para a Disney.

A percepção é que os heróis dos quadrinhos agradam a públicos variados, mas alguns nichos recebem mais apostas dos investidores. Os brinquedos são garantia de retorno no caixa – a expectativa é que as vendas nesse mercado superem a bilheteria do filme nos cinemas. Os fãs dos Vingadores são, em geral, homens de 35 anos ou mais, com boa renda mensal. Com foco nisso, empresas como a tradicional Harley-Davidson buscam compradores nessa fatia do mercado. Nas HQs, a marca aparece na moto Slim pilotada pelo Capitão América. São tantos produtos que o famoso grupo da Marvel ganhou até perfume. Consegue imaginar o Hulk bem cheiroso? Pois é: a fragrância Smash é baseada no grandão esverdeado.

Vimos no Meio & Mensagem.

Victor Vieira

Não leio bula de remédio. Falar isso seria exagero e estou longe de virar hipocondríaco. Mas é verdade que com as letras arrisquei quase tudo. No jornalismo, aprendi a espremer palavras para sair notícia. A ficção me ensinou a percorrer lugares na distância entre uma prateleira e outra. E escrever garante, a mim e a quem mais embarcar, novos roteiros para essas viagens.

Últimos posts por Victor Vieira (exibir todos)