M é de alfabeto Macabro

M é de alfabeto MacabroDylan Luder / unsplash

A é de Amy, que caiu na escada; B é de Basil, que foi agredido por ursos. C é de Clara, que passou dessa para uma melhor. Assim começa The Gashlycrumb tinies, um livro de alfabeto com muito sangue. Quem conta histórias de horror de A a Z é Edward Gorey, um escritor e ilustrador norte-americano conhecido por seus trabalhos que flertam com o macabro.

Ao longo da vida, foram mais de 100 assustadoras obras assinadas e ilustradas pelo artista, escritas sob diversos pseudônimos. A obra em questão, lançada em 1963, deveria servir para ensinar criancinhas o abecedário, mas acabou inspirando todo o gênero de humor macabro. Veja abaixo as 26 letras:

Vimos no Brainpickings

Jessica Soares

As páginas amareladas, a poeira da capa, o lugar escondido no armário em que esperava por ser desbravado – a história sempre teve início antes das palavras. Nunca pisei no solo de outro planeta. Mas, na falta de naves, aviões e ônibus de viagem, embarquei nas páginas dos livros, que nunca falharam em me levar para longe.