Manoel de Barros vence prêmio em Portugal

Manoel de Barros vence prêmio em PortugalRedd Angelo / unsplash

Carlos Drummond de Andrade disse certa vez que não era ele, mas sim Manoel de Barros o maior poeta brasileiro vivo. Infelizmente o itabirano se foi, porém Manoel de Barros segue em plena forma aos 95 anos de idade.

E o poeta preferido de Drummond não para de colecionar elogios. No fim de abril, ele recebeu o Prémio Literatura Casa da América Latina Banif 2012 de Criação Literária. O livro que garantiu a honraria ao escritor matogrossense foi Poesia Completa, publicado pela Editorial Caminho no ano passado. É a primeira obra poética a receber a condecoração, que garante 10 mil euros para o autor.

O prêmio foi criado em 2005 pela Casa da América Latina, sediada em Portugal. O objetivo é homenagear uma obra de autor latino-americano editada em terras lusitanas nos dois anos anteriores. Em 2006, o homenageado foi o argentino Tomás Eloy Gonzales pelo romance O Voo da Rainha; em 2008 foi a vez do cubano Senel Paz com No céu com diamantes e em 2010 quem comemorou foi Héctor Abade Faciolince, colombiano que assinou Somos o Esquecimento que Seremos.

Vimos no Casa da América Latina.

Victor Vieira

Não leio bula de remédio. Falar isso seria exagero e estou longe de virar hipocondríaco. Mas é verdade que com as letras arrisquei quase tudo. No jornalismo, aprendi a espremer palavras para sair notícia. A ficção me ensinou a percorrer lugares na distância entre uma prateleira e outra. E escrever garante, a mim e a quem mais embarcar, novos roteiros para essas viagens.

Últimos posts por Victor Vieira (exibir todos)