Mãe de escritor

Mãe de escritorkaboompics / reprodução

Eles criaram inúmeras mães na ficção, mas cada um teve a sua na vida real. Dona Leonor era católica, autoritária e orgulhosa e foi uma sombra na vida de Jorge Luís Borges até o dramático final. Jack Kerouac nunca desgrudou da saia de Gabrielle, uma senhora um tanto racista, dominadora e desconfiada. Quando Maria Magdalena se casou pela segunda vez, levou o pequeno Fernando Pessoa para uma nova vida na distante África do Sul. Mark Twain costumava dizer que Jane só colecionou encrencas por causa dele – mas que no fundo ela gostava.

Conheça essas e outras mães de alguns escritores famosos:

Dona Leonor, mãe de Jorge Luís Borges

Gabrielle, mãe de Jack Kerouac

Maria Magdalena, mãe de Fernando Pessoa

Jane, mãe de Mark Twain

Clélia, mãe de Castro Alves

Katharina, mãe de Charles Bukowski

Clara, mãe de Agatha Christie

Via blog da LP&M.

Victor Vieira

Não leio bula de remédio. Falar isso seria exagero e estou longe de virar hipocondríaco. Mas é verdade que com as letras arrisquei quase tudo. No jornalismo, aprendi a espremer palavras para sair notícia. A ficção me ensinou a percorrer lugares na distância entre uma prateleira e outra. E escrever garante, a mim e a quem mais embarcar, novos roteiros para essas viagens.

Últimos posts por Victor Vieira (exibir todos)