Personagens que mudam vidas

Personagens que mudam vidasDylan Luder / unsplash

Quem nunca imaginou ter a coragem de Harry Potter, o enfado de Madame Bovary ou um pouquinho da loucura de Dom Quixote? É impossível não se identificar com os personagens que acompanhamos ao passear por um bom livro. Vemos um pouco de nós mesmos nas figuras que encontramos nas páginas – mas será que é possível que essas características também interfiram na nossa personalidade? Esse fenômeno passa agora a ter respaldo científico. Segundo uma pesquisa da Universidade Estadual de Ohio, nos Estados Unidos, é possível incorporar peculiaridades dos personagens.

De acordo com a máxima de que você é o que você lê, pesquisadores identificaram que ao ler, nossos comportamentos e pensamentos passam a entrar em sintonia com as ações e atitudes das personas literárias. O estudo, publicado no Journal of Personality and Social Psychology, acredita que mergulhar em uma obra pode fazer com que o leitor incorpore as experiências do personagem. Mas ainda não se sabe se os efeitos são duradouros.

Vale, no entanto, ter atenção: se a figura alvo da identificação for parecida com a de Patrick Bateman, de O psicopata americano, há possibilidade de se tornar um sujeito carismático – e também um serial killer. Será?

Vimos na Galileu.
Imagem, da Comic Con, tirada daqui.

Jessica Soares

As páginas amareladas, a poeira da capa, o lugar escondido no armário em que esperava por ser desbravado – a história sempre teve início antes das palavras. Nunca pisei no solo de outro planeta. Mas, na falta de naves, aviões e ônibus de viagem, embarquei nas páginas dos livros, que nunca falharam em me levar para longe.