O retrato de Oscar Wilde

O retrato de Oscar WildeDylan Luder / unsplash

O irlandês Oscar Wilde vai ganhar uma cinebiografia. O escritor, que foi um dos mais populares dramaturgos dos anos 1890, é melhor conhecido hoje pela clássica obra O retrato de Dorian Gray, seu único romance.

O longa-metragem The Happy Prince – nome que faz referência a um conto de Wilde – percorrerá os últimos dias de vida do escritor e fará um passeio (cheio de humor negro) por sua trajetória. A ideia é que o longa relembre os eventos da vida do autor com o mesmo mesmo humor sarcástico característico de suas obras.

Rupert Everett é o nome por trás da empreitada. O ator britânico, que se aventura pela primeira vez na direção, assina também o roteiro do longa e será ainda o responsável por dar vida ao escritor na telona.

A relação do artista com a vida e obra de Wilde já é antiga: em 1999 Rupert encabeçou o elenco da adaptação de O Marido Idealcomédia escrita pelo irlandês em 1895, e em 2002 integrou o elenco do longa The importance of being Ernest, escrito no mesmo ano. Em ambos os longas, Everett contracenou com Colin Firth, que repete a parceria na cinebiografia. Ele interpretará o também escritor e jornalista Reginald “Reggie” Turner, um dos poucos amigos de Wilde a apoiá-lo na época de sua prisão por cometer “atos imorais com diversos rapazes”. Firth esteve ainda na adaptação cinematográfica de O retrato de Dorian Gray lançada em 2009.

Emily Watson (Cavalo de Guerra), Tom Wilkinson (Conduta de Risco) e Edward Fox (Gandhi) também fazem parte do elenco do longa que começa a ser filmado no segundo semestre de 2013.

     Rupert Everett, Colin Firth, Emily Watson, Tom Wilkinson e Edward Fox

Vimos na Folha de S. Paulo. Com informações do The Hollywood Reporter.
Caricatura retirada daqui. Fotos: divulgação.

Jessica Soares

As páginas amareladas, a poeira da capa, o lugar escondido no armário em que esperava por ser desbravado – a história sempre teve início antes das palavras. Nunca pisei no solo de outro planeta. Mas, na falta de naves, aviões e ônibus de viagem, embarquei nas páginas dos livros, que nunca falharam em me levar para longe.