Ziraldo participa de bate papo com crianças

Ziraldo participa de bate papo com criançasBrandon Redfern / reprodução

Ziraldo não economizou nas brincadeiras durante um bate papo com crianças no Museu de Arte Moderna de São Paulo, que aconteceu no sábado passado (19). Não deu outra, o autor de Menino Maluquinho conquistou a meninada, que caiu no riso com os causos que ele contava. Ziraldo contou histórias da sua infância, do processo de criação dos livros e tirou dúvidas da criançada que lotou a plateia.

Um dos momentos que arrancou risadas de meninos e meninas foi quando Ziraldo afirmou que o melhor lugar para se ler um livro é o vaso sanitário. O escritor revelou também que quase se chamou Gezi, mas, por sorte, sua mãe resolveu combinar dois nomes: Zizinha e Geraldo. Ziraldo também falou de coisa séria e tocou em temas como o uso da internet, da importância do hábito de leitura e da complicada gramática portuguesa. Perto dos 80 anos, Ziraldo tocou no delicado assunto morte. “Essa é a década da morte. Descobri que, de todos os brasileiros que fazem 80, só 10% chegam aos 90. Então fiz a série dos meninos intergalácticos. Criei um personagem para cada planeta.Como vou lançar um por ano, só posso morrer daqui a dez anos. Foi o jeito de enganar a morte que inventei”. Todos torcemos para que o truque dê certo!

O encontro foi promovido pela Folha de São Paulo em homenagem aos 80 anos do escritor e cartunista. Assista ao vídeo do bate papo:

 

Vimos na Folha de São Paulo