Uma toalha e um ebook

Uma toalha e um ebookDylan Luder / unsplash

Se ainda houvesse espaço na mochila de viagem, Douglas Adams provavelmente carregaria muitos livros. Mas ela seria extremamente pesada. Para acabar com esse problema, o autor d’O Guia do Mochileiro das Galáxias fez uma previsão. Em 1993, anos antes do aparecimento dos ebooks, o escritor imaginou como seriam os livros digitais: um dispositivo onde caberiam todos os livros que você quisesse.

A previsão foi tão certeira que hoje muitos livros – inclusive a série inteira de Adams – já podem ser levados para qualquer canto, por qualquer mochileiro que tenha um iPad, por exemplo. Sem prejuízo de espaço na mochila e até mesmo enrolado em uma toalha.

As ideias de Douglas Adams foram transformadas em animação por Gavin Edwards para uma competição da Literary Platform. Getting the Book Invented tem a narração do próprio Adams sobre a evolução do livro: desde a inscrição na pedra até as versões digitais.

Julia Marques

Julia Marques

Quando era bem pequena resolvi escrever um livro. Era a história de um barquinho que perdeu o rumo no mar. Desde então, minha relação com a literatura vem em ondas: às vezes bate forte, sacudindo tudo. Outras vezes sossega. Encontrei no Pra Ler o sopro para essa aventura. Meu barquinho infantil segue cambaleando por esse mar de histórias, personagens, e cenários. Talvez um dia ele aviste um porto.
Julia Marques