Valioso Poirot

Valioso PoirotRedd Angelo / unsplash

As páginas de casos misteriosos de avareza, ciúme e vingança do livro Poirot Investiga, de Agatha Christie, já foram vendidos, em 1924, pela bagatela de 37 pences (centavos da moeda londrina da época). Agora, a obra chegou ao valor de 40.630 libras, mais de R$ 130 mil, num leilão da casa Dominic Winter, na Inglaterra. É claro que não era um exemplar qualquer: tratava-se da primeira edição dos 14 contos narrados pelo Capitão Arthur Hastings, fiel escudeiro do detetive Hercule Poirot. Mesmo assim, a casa de leilões não esperava uma quantia tão alta. A expectativa era que alguém arrematasse a obra por um valor entre 3.000 e 5.000 libras.

O que pode ter chamado atenção dos colecionadores é a capa desta edição de Poirot investiga, que contém a primeira imagem do famoso detetive belga criado por Agatha Christie. Na imagem, Hercule Poirot é um homem de bigode e trajes impecáveis, elegante, com chapéu e luvas na mão, assim como a escritora o descreveu. Além disso, o livro possui uma sobrecapa de papel em bom estado por cima da capa dura, o que é difícil de encontrar quando se trata de obras publicadas antes da Segunda Guerra.

É provável que Poirot Investiga tenha a sido obra de Agatha Christie arrematada pelo valor mais alto. A mais cara até então era uma cópia de O Misterioso Caso de Styles, vendido por 10 mil libras em 2009. Quem desembolsou as mais de 40 mil libras para levar Poirot Investiga foi Christian Jonkers, da Jonkers Rare Books.

Vimos na Folha de São Paulo
Imagem: Divulgação/Internet