Aniversário do pai do Pequeno Príncipe

Aniversário do pai do Pequeno PríncipeRedd Angelo / unsplash

“Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos”. Você pode até não saber de onde vieram essas frases, mas com certeza já ouviu ou pronunciou por aí. Quem as escreveu pela primeira vez foi Antoine-Jean-Baptiste-Marie-Roger Foscolombe de Saint-Exupéry (ou apenas Antoine de Saint-Exupéry), o criador do Pequeno Príncipe e autor de outras obras como O aviador e Piloto de guerra. O escritor francês – que também era ilustrador e piloto – completaria 112 anos hoje, dia 29 de junho. Suas viagens de avião, que inspiraram tantas histórias, também colocaram fim a todas elas. Em uma missão de reconhecimento durante a Segunda Guerra Mundial, a aeronave de Saint-Exupéry decolou da Sardenha, na Itália, e nunca mais retornou. O escritor estava com apenas 44 anos.

A obra mais célebre de Saint-Exupéry, O Pequeno Príncipe, já foi traduzida para mais de 200 idiomas e dialetos – em 2005, o livro ganhou uma versão em Toba, língua indígena do norte da Argentina – e é lida no mundo inteiro.

 

 

 

 

 

 

No Brasil, há um site dedicado apenas ao principezinho que amava a rosa de seu planeta. No www.opequenoprincipe.com é possível encontrar notícias sobre a obra, se divertir com jogo da memória feito de desenhos dos personagens e comprar produtos – sapatos, joias, canecas, travesseiros, entre outros – que tenham a marca do pequeno monarca.

Com informações daqui.

Julia Marques

Julia Marques

Quando era bem pequena resolvi escrever um livro. Era a história de um barquinho que perdeu o rumo no mar. Desde então, minha relação com a literatura vem em ondas: às vezes bate forte, sacudindo tudo. Outras vezes sossega. Encontrei no Pra Ler o sopro para essa aventura. Meu barquinho infantil segue cambaleando por esse mar de histórias, personagens, e cenários. Talvez um dia ele aviste um porto.
Julia Marques