[Em Off] Um ano de Pra Ler na rádio

[Em Off] Um ano de Pra Ler na rádioMaciej Korsan / reprodução

Tudo começou como um blog pessoal para falar de uma das paixões da Thais: literatura. Quando ela precisou fazer um projeto de conclusão de curso, o objeto de trabalho escolhido foi o Pra Ler. Surgiu, então, o formato e os quatro primeiros programas, exibidos na Rádio UFMG Educativa (104,5 FM ou www.ufmg.br/radio) no final de 2010.

Porém, tudo se encaminhava para parar por aí. Foi quando outros três alunos do curso de Comunicação Social da UFMG – Ennio, Jessica e Júlia – abraçaram o projeto e começaram a transformá-lo em algo bem próximo do que é hoje. Do esforço inicial saíram os quatro primeiros programas, com reportagens, dicas, entrevistas e leituras.

Esses quatro programas foram um marco para a história do Pra Ler, pois, a partir deles, a nossa mudança estrutural começou. Mais três pessoas entraram na equipe – Bruno, Gabriella e Victor – e outra fez parte temporariamente, Fernanda. Hoje, um ano depois, ao olhar para aquelas reuniões iniciais, dá para ver o tanto que o Pra Ler cresceu nesse período, tanto em conteúdo quanto em qualidade. Mas vamos deixar a história de lado. A ideia aqui é relembrar momentos importantes nesse primeiro ano de Pra Ler.

Como não podia deixar de ser, o nosso primeiro programa foi marcante. Nele fizemos uma reportagem sobre o Clube dos Autores, entrevistamos Eduardo Mendes para saber mais sobre Machado de Assis e pegamos uma dica de Murilo Mendes:

No dia 22 de setembro de 2011 foi ao ar o Pra Ler mais ouvido, na internet. E sabemos o que causou esse fenômeno: a entrevista com o jornalista, escritor e criador dos blogs Championship Vinyl e Championship Chronicles, Rob Gordon.

Ao longo de sua história, o Pra Ler entrevistou pessoas importantes. Em outubro de 2011 quem deu o ar da graça no nosso humilde programa foi ninguém menos que José Hamilton Ribeiro, repórter e editor do Globo Rural e jornalista da falecida – e histórica – revista Realidade. Já em dezembro de 2011 foi a vez do jornalista e biográfo, Fernando Morais. Em março deste ano, quem bateu um papo no Pra Ler foi o escritor Luis Fernando Veríssimo. Isso pra citar só alguns.

O Pra Ler número 24 foi outro marco na trajetória do programa. Nessa edição inauguramos um novo formato. Thais, que antes apresentava o programa sozinha, ganhou a companhia de Bruno. E agora a conversa rola solta, num formato muito mais dinâmico.

Por último, mas não menos importante: neste ano, fizemos a cobertura da Bienal do Livro de Minas. Como resultado, foram produzidos vários posts para o site e um programa de rádio especial sobre o programa.

E o Pra Ler continua crescendo. Fique de olho e que venham muitos outros anos de programa!