Para cada livro uma capa

Para cada livro uma capaDylan Luder / unsplash

Dois livros com temas parecidos – a história de vida de duas atrizes –, porém, duas capas completamente diferentes assinadas pelo mesmo artista. Um deles trata das memorias de Katharine Hepburn. O outro é a biografia de Marlene Dietrich , escrito pela sua filha, Maria Riva. A primeira obra tem um tom de conversa, já a segunda é elaborada a partir das observações de outra pessoa. Uma história é formada por palavras, a outra por imagens.

As capas criadas por Chip Kidd foram pensadas para retratar o que o livro traz em suas páginas. Esse é o trabalho de um book designer: dar forma ao conteúdo. Na palestra feita em março deste ano e postada no site do TED (organização sem fins lucrativos dedicada a espalhar boas ideias) em abril, Kidd explica, com muito humor e vários exemplos, que criar capas é um trabalho de intérprete.

Thais Marinho

Ainda são poucos os livros na minha estante e muitos na lista para serem lidos, mas a paixão por eles já está há muito tempo instalada. Hoje, cá estou, quase ex-jornalista, estudante de Letras, atualmente em terras hermanas, desbravando o argentinês e as literaturas hispano-americanas.