Com cheirinho de livro novo

Com cheirinho de livro novoDylan Luder / unsplash

Não interessa a comodidade, a praticidade ou a (suposta) economia. Se existe uma coisa que os livros virtuais não conseguem simular é aquele bom e velho cheirinho de livro novo que só um exemplar de papel carrega. Ou, pelo menos, costumava ser assim.

O perfume Paper Passion, dedicado aos amantes dos livros, é resultado do trabalho de um time de peso. O designer de fragâncias Geza Schoen, o designer gráfico Gerhard Steidl, a revista Wallpaper*  e o famoso estilista Karl Lagerfeld (que assinou a embalagem) juntaram esforços para engarrafar a fragância de frescor em celulose.

A começar pela embalagem com lombada e páginas, todo o produto reproduz a experiência de ter uma obra nova em mãos. “Você abre o livro e encontra uma pequena garrafinha no interior, que tem o mesmo cheiro de um livro. Pode ser um pouco peculiar, mas a ideia tem uma simplicidade, uma linearidade”, afirma Schoen no material de divulgação.

E se engana quem pensa que o pequeno frasquinho vai agradar apenas aqueles com gostos mais  “excêntricos”. Segundo o site de Steidl, responsável pela comercialização do produto, cheiro de livro é “very chic”. “Eis aqui uma oportunidade de celebrar a gloriosa sensualidade dos livros, em um tempo em que muitos estão virando as costas a eles”, lê-se no site. Quem não tiver medo de ousar pode adquirir sua porção de charme e sedução intelectual por 98 dólares (cerca de 196 reais). C’est très chic.

Vimos no Menos um na estante.

Jessica Soares

As páginas amareladas, a poeira da capa, o lugar escondido no armário em que esperava por ser desbravado – a história sempre teve início antes das palavras. Nunca pisei no solo de outro planeta. Mas, na falta de naves, aviões e ônibus de viagem, embarquei nas páginas dos livros, que nunca falharam em me levar para longe.