Jane Austen pornô

Jane Austen pornôRedd Angelo / unsplash

Depois da incursão vampiresca, Orgulho e Preconceito agora entrará para o universo erótico. Uma editora especializada em livros “adultos”, Total E-Bond, pretende republicar obras famosas com roupagem mais sensual – ou sem roupa nenhuma, melhor dizendo. De acordo com a empresa, existe um nicho para edições picantes de obras do século XIX, de autoras como Charlotte Bronte e a própria Jane Austen. Além da tradicional mão boba aqui e ali, a série trará inclusive alguns personagens que saem do armário.

As histórias do detetive Sherlock Holmes, escritas por Arthur Conan Doyle, e As vinte mil léguas submarinas, de Júlio Verne, também estão entre os títulos cotados para ganhar cara de soft porn. Na opinião dos idealizadores da proposta, o objetivo não é reescrever os clássicos, mas apenas criar cenas que faltavam. A expectativa é manter as características originais dos personagens já conhecidos pelo público. Entretanto, certamente haverá surpresas: na nova versão de O Estudo em vermelho, de Doyle, Watson se apaixona por Holmes, com quem vive um tórrido affair. Os primeiros cinco livros desta coleção, Clandestine Classics, serão lançado no fim de julho.

Apostar na literatura para maiores de idade tem feito sucesso nos últimos tempos. A trilogia escrita por E.L.James (pseudônimo da londrina Erika Leonard) é composta por The Fifity Shades of Gray (Cinquenta tons de cinza, em tradução livre), Fifty Shades Darker (Cinquenta Tons Mais Escuros) e Fifty Shades Freed (Cinquenta Tons Libertados). A coleção erótica conquistou o topo dos e-books mais vendidos por várias semanas nos Estados Unidos. Os direitos de publicação do best-seller, apelidado de mommy porn pela mídia local, foram recentemente comprados no Brasil pela editora Intrínseca. A previsão de lançamento é para o segundo semestre de 2012.

No caso de Orgulho e Preconceito, não é a primeira vez que a história é levada para debaixo dos lençóis. No ano passado, a editora norte-americana Cleiss Press relançou a obra com o subtítulo prazeres ocultos. De acordo com o site que apresenta a paródia assinada pelo britânico Mitzi Szereto, esta seria a história que Jane Austen teria escrito se tivesse coragem. Pela descrição, “o Sr. Darcy jamais esteve tão safadinho e a aparentemente casta Elizabeth nunca foi mais quente”. Interessado? Melhor devorar o livro de porta trancada.

Informações da Folha de S. Paulo, Revista Cult e Todoprosa.

 

Victor Vieira

Não leio bula de remédio. Falar isso seria exagero e estou longe de virar hipocondríaco. Mas é verdade que com as letras arrisquei quase tudo. No jornalismo, aprendi a espremer palavras para sair notícia. A ficção me ensinou a percorrer lugares na distância entre uma prateleira e outra. E escrever garante, a mim e a quem mais embarcar, novos roteiros para essas viagens.

Últimos posts por Victor Vieira (exibir todos)