Cursos gratuitos de literatura

Cursos gratuitos de literaturapraler | Pra Ler

Conteúdo gratuito e – o melhor de tudo – disponível a hora que você quiser. Existem cursos à distância dos mais diversos temas. Entre eles, claro, literatura. Esse método de ensino ganhou novo impulso com a web. As possibilidades do alcance de um simples upload de apostilas ou aulas gravadas em vídeo têm atraído várias organizações do setor de educação.

A um clique de distância, estão disponíveis cursos abertos da Yale, Princeton, Fundação Getúlio Vargas, Unicamp, UFMG e várias outras. São aulas com temas que vão desde Poesia Moderna e Contemporânea dos Estados Unidos até Finanças Pessoais. É possível compreender melhor como funciona o Poder na Era Digital ou ainda ter uma ideia sobre O que aprendemos com cinco milhões de livros.

Várias são as iniciativas espalhadas pela rede que oferecem cursos completos, palestras isoladas, apostilas de estudo, etc. Foram criados tanto plataformas dedicadas especificamente a isso, como o gringo Coursera e o brasileiro Veduca, como versões de grandes portais voltadas para educação, como Itunes U, da Apple, e o Youtube Edu, do Google, tudo de graça e – se você tiver um pouco de paciência para procurar – em português. Alguns sites, inclusive, aceitam colaboração dos internautas que quiserem ajudar a traduzir o material gringo.

Pra você começar a se animar nos estudos, separamos uma sugestão: Dante Alighieri e a Divina Comédia com o professor Giuseppe Mazzotta, de Yale, uma das mais renomadas universidades americanas:

Veja aqui outros endereços de sites de estudos à distância gratuitos:

Udacity
TED
Unesp TV
UFMG Tube
Coursera
Unicamp
– Itune U

Vimos no Canal do Ensino

 

Ennio Rodrigues

Adoro as mais improváveis viagens que se pode imaginar a partir de um texto, até as divergentes. Não sou leitor precoce, mas tenho uma ótima arma: curiosidade. D’O Guia do Mochileiro das Galáxias ao Machado. Foi um amigo que disse certa vez e concordo: “nem que passasse a vida inteira a ler, terminaria todos os Clássicos! Em vez disso, prefiro apenas tentar encontrar livros que me tirem do lugar”.