Aos 89 anos, falece Roberto Roversi

Aos 89 anos, falece Roberto RoversiRedd Angelo / unsplash

Non correre veloce. Guarda ancora.

Almeno per un momento.

Guarda il bambino che passa tenendo la madre per mano

il colore dei muri delle case

le nuvole in un cielo solitario e saggio

le ragazze che transitano in un raggio di sole

Mi fermo un momento a guardare, de Roberto Roversi

Morreu o poeta italiano Roberto Roversi. Com 89 anos completos, Roversi teve uma intensa produção literária, desde 1942 (com o primeiro livro publicado Poesie) até os tempos atuais. Em 2011, por exemplo, ele lançou Trenta miserie d’Itália. Ao todo, foram 50 obras comercializadas. Segundo informações do jornal La República Bologna, o presidente da Itália, Giorgio Napolitano, enviou uma mensagem de condolências direta aos familiares do escritor, que era considerado pelo governante daquele país um “sensível intérprete” da mudança da sociedade italiana, de suas inquietações e transformações.

Além de conhecido pelo trabalho literário, Roversi compôs músicas para o cantor conterrâneo Lucio Dalla e ainda tornou-se respeitado por suas participações políticas na chamada Resistenza. Um movimento político-militar local, pós-Segunda Guerra Mundial, de combate ao nazifascismo. O poeta faleceu em sua cidade natal, Bolonha, e a família atenderá ao seu antigo desejo de não haver velório.

Para conferir uma das últimas entrevistas concedidas pelo artista, clique aqui (em italiano)

Vimos no Terra
Imagem Libero Quotidiano

Ennio Rodrigues

Adoro as mais improváveis viagens que se pode imaginar a partir de um texto, até as divergentes. Não sou leitor precoce, mas tenho uma ótima arma: curiosidade. D’O Guia do Mochileiro das Galáxias ao Machado. Foi um amigo que disse certa vez e concordo: “nem que passasse a vida inteira a ler, terminaria todos os Clássicos! Em vez disso, prefiro apenas tentar encontrar livros que me tirem do lugar”.