Enfim, Amazon no Brasil

Enfim, Amazon no BrasilRedd Angelo / unsplash

Depois de quase três anos de negociação, a loja de livros digitais da Amazon para o mercado brasileiro está no ar. À meia noite desta quinta-feira, dia 6, o endereço amazon.com.br começou a funcionar.

Nas próximas semanas, a loja americana lança o seu leitor – o Kindle – por R$ 299 para acompanhar o lançamento da Amazon em terras brasileiras. O aparelho que será disponibilizado no Brasil é a versão mais simples (sem touchscreen e não luminoso, como são os modelos mais recentes), que nos Estados Unidos é vendido a US$ 89.

São 13 mil e-books em português, sendo 1,5 mil gratuitos e mais de 1,4 milhão em outras línguas. Todos os produtos serão vendidos em reais (a Apple continua vendendo em dólar para consumidores brasileiros) e cerca de 20% mais baratos que suas versões em papel. Antes da chegada da Amazon no Brasil, os brasileiros podiam comprar os produtos da empresa americana, mas poucos livros eram disponibilizados em português.

Quem tem conta na Amazon dos EUA pode migrar sua conta para a versão brasileira e, pelo Kindle, pode gerenciar as duas contas no caso de E-books. Games, jornais e revistas continuam vinculados à conta americana. Os e-books podem ser lidos também em aplicativos para iPhone, iPad, Android, PC e Mac, lançados também nesta quinta-feira.

Para chegar até aqui…

A demora para chegar ao mercado brasileiro se deve à resistência por parte das editoras. O medo era que a empresa determinasse o preço final do livro, sempre muito agressivo, como acontece em outros países em que a Amazon atua.

Nas últimas semanas, a situação ficou bem mais favorável. A empresa conseguiu fechar com as principais editoras brasileiras. Primeiro com a DLD, distribuidora de livros digitais, que engloba Rocco, Sextante, Objetiva, Planeta, L&PM e Record. Depois com Companhia das Letras, Intrínseca e Globo Livros. Por fim, ontem, dia 5, com a Ediouro.

Concorrência

Coincidência ou não, junto com a Amazon, chegaram ao Brasil a Google Play e o leitor digital Kobo Touch, da Livraria Cultura. Os e-books e filmes da loja virtual do Google estão disponíveis a partir desta quinta-feira, dia 6, e podem ser lidos por todos os celulares e tablets com sistema operacional Android e em qualquer aparelho com navegador de internet. O Brasil está entre os onze primeiros no mundo a receber a loja e o primeiro na América Latina.

O Kobo Touch passou a ser vendido na quarta-feira, dia 5, por R$ 400, em todas as Livrarias Cultura. A empresa lançou ainda aplicativos para Android, iPhone e iPad e para PC. A rede de lojas disponibiliza cerca de 12 mil livros digitais em português.

Fonte: O Globo

Thais Marinho

Ainda são poucos os livros na minha estante e muitos na lista para serem lidos, mas a paixão por eles já está há muito tempo instalada. Hoje, cá estou, quase ex-jornalista, estudante de Letras, atualmente em terras hermanas, desbravando o argentinês e as literaturas hispano-americanas.