Obra de Poe inspira seriado americano

Obra de Poe inspira seriado americanoRedd Angelo / unsplash

O sombrio e o macabro das obras de Edgar Allan Poe são o pano de fundo e o fio condutor do seriado produzido pela Fox “The Following”, que estreou em janeiro deste ano nos Estados Unidos e está previsto para ser veiculado aqui no Brasil pela Warner a partir do dia 21 de fevereiro. Logo no episódio piloto a série atraiu cerca de 10 milhões de espectadores americanos. A primeira temporada já tem quatro episódios e mais 15 encomendados.

A história começa com a fuga do professor de literatura, Joe Carroll (James Purefoy), preso em uma penitenciária e aguardando execução. Seu crime? Dez anos antes, ele foi responsável pelo assassinato de 14 jovens mulheres. Todas as mortes foram inspiradas em obras de Poe. Ryan Hardy (Kevin Bacon), um ex-agente do FBI responsável pela primeira captura do serial killer, foi convocado para encontrar Carroll e impedir que ele continue o trabalho iniciado anos antes.

Para conseguir seu objetivo, o Carroll cria uma rede de pessoas dispostas a matar por ele – seus seguidores –, em um trabalho organizado e conjunto. A trama fica mais complexa. Hardy tem agora sequelas profundas fruto da primeira perseguição a Carroll. O ex-agente utiliza um marcapasso no coração, além de ter problemas com bebida e traumas psicológicos. A relação entre o “mocinho”, um homem traumatizado, alcoólatra e solitário, e o “vilão”, o simpático, sedutor e carismático Carroll, é profunda, marcada por repulsa e admiração.

Seguidores de Poe

Todos os assassinatos se pautam no que Joe Carrol acredita ser a filosofia de Edgar Allan Poe, um misto de morte e beleza. Nos assassinatos, os olhos das vitimas são retirados porque o escritor americano teria acreditado que os olhos são janelas para alma, a verdadeira identidade de uma pessoa.

Entre as outras referências às obras de Poe está uma mulher que cobre seu corpo com frases de vários contos do autor e, antes de se matar, repete o que seriam as últimas palavras dele: “Lord help my poor soul”. Em outra cena, “Nevermore”, última palavra do poema O corvo é escrito com sangue no local de um dos assassinatos. O coração de Hardy também é uma referência a Poe. O marcapasso e o “coração fraco” do agente remetem ao conto O Coração Delator.

Enquanto você espera a série chegar por aqui, que tal uma palhinha da trama?

Thais Marinho

Ainda são poucos os livros na minha estante e muitos na lista para serem lidos, mas a paixão por eles já está há muito tempo instalada. Hoje, cá estou, quase ex-jornalista, estudante de Letras, atualmente em terras hermanas, desbravando o argentinês e as literaturas hispano-americanas.