Os livros do BBB 13

Os livros do BBB 13kaboompics / reprodução

É hoje que o Brasil conhece o grande vencedor do Big Brother Brasil 13, que levará para casa o prêmio de um milhão e meio de reais. Mas antes que vocês nos mandem desligar a televisão e ler um livro, saiba que os participantes do reality show também podem levar exemplares para a casa mais vigiada do país. Isso mesmo companheiros da nave louca do BBB Crazy. Um livro.

Eles fizeram até parte da decoração deste ano

A escolha é difícil, já que cada participante só tem direito de levar um título para a casa. Normalmente as edições de auto-ajuda são campeãs de indicações, mas neste ano alguns outros livros se destacaram. Vamos à lista:

– As 48 leis do poder, do escritor norte-americano Robert Greene. Quem levou esse livro para o confinamento foi a veterana Fani, que já foi vista com ele em diversas situações. Ele narra 3000 anos da história do poder, destrinchando a vida de estrategistas e figuras históricas, de Sun Tzu a Rainha Elizabeth I.

– O Grande Mentecapto, do mineiro Fernando Sabino. Escolha do professor Ivan, mas também passou pelas mãos da Fani, que pôde conhecer melhor a história de Geraldo Viramundo.

– Amor acima de tudo, do escritor e pastor evangélico norte-americano Max Lucado. Foi o livro levado por Eliéser, que resolveu ir para o lado espiritual com uma história sobre o amor de Deus pelos homens e em como é possível amar as outras pessoas de forma igualitária.

– O pequeno príncipe, do escritor francês Antoine de Saint-Exupéry. O livro preferido de 11 entre 10 misses foi a escolha da carioca Aline, mas nem os ensinamentos do livro foram capazes de evitar a sua eliminação logo na primeira semana.

– Harpas eternas – volume 1, da escritora espírita Josefa R. L. Alvarez. O vencedor do BBB 2, Dhomini (que esteve de volta à casa), foi quem levou o livro para o confinamento. Também entra na cota de livros espirituais, já que conta a vida de Jesus do seu nascimento até os 12 anos.

– Insurgências poéticas — Arte ativista e ação coletiva, de André Mesquita. Foi a escolha do artista plástico Aslan, que resolveu prestigiar a dissertação de mestrado de Mesquita, apresentada na Universidade de São Paulo em 2008. O livro trabalha as relações entre os movimentos sociais e as práticas artísticas.

– Tesouro dos remédios da alma, de J. M. Phronesis. Mais um na categoria auto-ajuda, o livro foi lido por Andressa e Marcelo. A sinopse dá uma pista sobre porque ele foi levado para a casa, já que o livro diz conter ensinamentos que visam “diminuir esse espaço existente de falta de comunicação e com isso tentar evitar problemas que poderiam ser resolvidos rapidamente e que muitas vezes se agravam, a ponto de causar quebra nas relações”.

– Aqueles que nos salvaram, da escritora norte-americana Jenna Blum. Foi o livro escolhido por Andressa e conta a história de vida de Anna, uma menina de 18 que se apaixona por um médico judeu e vê sua vida mudar completamente.

E você? Se fosse escolhido para o BBB 14 e só pudesse levar um livro para os três meses de confinamento, qual escolheria?

Vimos n’O Globo, com informações do Listas Literárias

Brunin Assis

Cheirei um livro pela primeira vez aos quatro anos. Aos dez já era frequentador de bibliotecas. Aos quinze comecei a consumir exemplares mais pesados. Aos vinte não conseguia mais sair de casa sem um livro. Hoje sonho em ter uma casa cheia deles, mas tenho medo de ser preso por tráfico de cultura.