Saíram os pré-indicados ao Troféu HQ Mix

Saíram os pré-indicados ao Troféu HQ MixRedd Angelo / unsplash

Foi divulgada hoje, dia 27 de março, a lista com os pré-indicados para a 25ª edição do Troféu HQ Mix, que premiará os profissionais e títulos que se destacaram em 2012.

O prêmio é o mais importante reconhecimento nacional quando se fala de quadrinhos, charges, cartoons e artes gráficas brasileiras. Essa lista de pré-indicados é apenas a primeira parte da votação. Ela ficará disponível no blog do evento por duas semanas, podendo ser comentada por qualquer pessoa que desejar. Ao final desse período, os jurados podem retirar ou incluir nomes na lista, baseando-se na discussão gerada a partir dos comentários. É só então que a lista final será divulgada.

O júri deste ano foi composto pelos dois criadores do Troféu, o quadrinista João Gualberto Costa (Gual) e o cartunista José Alberto Lovetro (Jal); pelos jornalistas Heitor Pitombo, Telio Navega e Rodrigo Febrônio; pelo editor e organizador do Fantasticon – Simpósio de literatura fantástica -, Silvio Alexandre; e por Marcelo Naranjo, do site Universo HQ.

Ainda estão abertas as inscrições para as categorias “Web Tiras”, “Web Quadrinhos” e “Teses de universitários”. Os interessados devem realizar o procedimento descrito no blog.

Confira abaixo a lista dos pré-indicados:

Adaptação para os quadrinhos
Adormecida: Cem anos para sempre
Coleção Shakespeare em quadrinhos – Volume 4 – A tempestade
Dom Casmurro
Frankenstein
Freud
O Ateneu
O Negrinho do pastoreio

Desenhista estrangeiro
• Bastien Vivés
• Craig Thompson
• Daniel Clowes
• Eduardo Risso
• Enki Bilal
• Ignacio Minaverry
• Winshluss

Desenhista nacional
• Danilo Beyruth
• Fabio Cobiaco
• Fernandes
• Fido Nesti
• Gustavo Duarte
• Marcello Quintanilha
• Rogério Vilela

Destaque internacional
• André Diniz
• Cris Peter
• Diógenes Neves
• Ed Benes
• Gabriel Bá
• Rafael Albuquerque
• Renato Arlem

Edição especial estrangeira
Habibi
Neonomicon
O gosto do cloro
O paraíso de Zahra
Pagando por sexo
Pinóquio
Wilson

Edição especial nacional
A máquina de Goldberg
Alma
Astronauta – Magnetar
Desistência do azul
Monstros!
Suburbia
V.I.S.H.N.U.

Editora do ano
• 8Inverso
• Cia das Letras
• Devir
• Gal
• Nemo
• Panini
• Zarabatana

Evento
• II Ugra Zine Fest
• 19º Festcomix
• Fanzinada
• Gibicon nº 1 – Conveção Internacional de quadrinhos
• Muiraquicon
• Quantacon
• Ziraldo 80

Exposição
• 30 anos da Gibiteca
• Burne Hogarth: Desenhos originais
• Macanudismo – Quadrinhos, desenhos e pinturas de Liniers
• Max, Panóptica
• Ocupação Angeli
• Tesouros da Grafipar
• Ziraldo 80

Livro teórico
2º anuário de fanzines, zines e publicações alternativas
A reinvenção dos quadrinhos, de Álvaro Moya
A morte do grilo, de Gonçalo Júnior
E Benício criou a mulher, de Gonçalo Júnior
Gibi – A Revista sinônimo de quadrinhos, de Waldomiro Vergueiro
Grafipar: A editora que saiu do eixo, de Gian Danton
Revolução do gibi, de Paulo Ramos

Novo talento – Desenhista
• Denis Mello
• Denny Chang
• Laerte Silvino
• Pablo Carranza
• Paula Mastroberti
• Pedro Franz
• Rafael Vasconcelos

Novo talento – Roteirista
• Angélica Freitas
• Cristina Eiko e Paulo Crubim
• L. M.Melite
• Lillo Parra
• Raphael Fernandes
• Ronaldo Bressane
• Vanessa Bárbara

Produção para outras linguagens
A guerra dos gibis (Filme)
Ao mestre com carinho – Rodolfo Zalla (Filme)
Malditos cartunistas (Série tv)
Penas (Filme)
Uma conversa com Lorenço Mutarelli (Filme)
Vestido de Laerte (Filme)
Zéfiro explícito (Filme)

Projeto editorial
• Coleção Moebius (Nemo)
• Graphics MSP
Niterói, de Joaquim da Fonseca
O beijo adolescente 2
Ouro da casa
Roger Cruz Artbook #1
São Luís, de Fábio Moon e Gabriel Bá

Publicação de aventura/terror/ficção
20th Century Boys # 1 e #2
Bakuman #6 ao 16
Desterro
J. Kendall – Aventuras de uma criminóloga #86 ao #97
The Boys 2
The walking dead #1 ao #3
Vertigo #26 ao #37

Publicação de clássico
• A trilogia Nipokol
Avenida Paulista – Cia das Letras
Creepy – Contos clássicos de terror Volume 1
Diomedes – A trilogia do acidente
Incal integral
O eternauta
O vira lata

Publicação de humor gráfico
80 cartuns
Alma
Brasil do bem
Mad #43 ao #53
Mau humor
Os frustrados
Se a vida fosse como a internet

Publicação de tiras
As tiras clássicas de Pelezinho
• Calvin & Haroldo – Volume 10 – Felino selvagem psicopata e homicida
Escola de animais
Macanudo 5
Minha vida ridícula
Valente para todas
Vida besta

Publicação independente de autor
Ditadura no ar nº 2
Nem morto
Privilégios
Quadrinhos A2 – Segunda temporada
Sant’Anna da Feira – Terra de Lucas
Sentimento #1, #2, e #3
Tune 8 II

Publicação independente de grupo
Café espacial nº 11
Graffiti 76% Quadrinhos #23
Monstros (Beleléu)
Petisco apresenta – Volume 1
Piadas do fim do mundo
Ragu cordel
RPHQ – Ribeirão Preto em quadrinhos #1 e #2

Publicação independente edição única (graphic novel)
A rua de lá
Fade out
Gnut
KM blues
Quarto ao lado
Se a vida fosse como a internet
Vida besta

Publicação infanto-juvenil
• Boule & Bill – Volume 2 – Semente de cocker
Disney big #13 ao #18
Imaginação e outras histórias
Pelezinho – Coleção histórica
Turma da Mônica #60 ao #72
Turma da Mônica jovem #42 ao #53
Zé Carioca 70 anos

Publicação mix
Creppy – Contos clássicos de terror
Fierro Brasil #2
Fim do mundo em quadrinhos
Graffiti 76% Quadrinhos #23
Ouro da casa
Ragu cordel
The Spirit – Volume 2 – Mais aventuras

Roteirista estrangeiro
• Alex Robinson
• Bastien Vivés
• Brian K. Vaughan
• Craig Thompson
• Daniel Clowes
• Naoki Urasawa
• Robert Kirkman

Roteirista nacional
• André Diniz
• Daniel Esteves
• Danilo Beyruth
• Ferréz
• Gustavo Duarte
• Marcela Godoy
• Rogério Vilela

Tira nacional
Agente Zero Treze – Arnaldo Branco e Claudio Mor
Manual do Minotauro – Laerte
Minha vida ridícula – Adão Iturrusgarai
Níquel Náusea – Fernando Gonsales
Quadrinhos dos anos 10 – André Dahmer
Um Sábado Qualquer – Carlos Ruas
Valente – Vitor Cafaggi

Brunin Assis

Cheirei um livro pela primeira vez aos quatro anos. Aos dez já era frequentador de bibliotecas. Aos quinze comecei a consumir exemplares mais pesados. Aos vinte não conseguia mais sair de casa sem um livro. Hoje sonho em ter uma casa cheia deles, mas tenho medo de ser preso por tráfico de cultura.