Ingressos para Flip disponíveis a partir de segunda

Para quem não sabe, uma dica: os ingressos geralmente esgotam muito rápido
Ingressos para Flip disponíveis a partir de segundaBrandon Redfern / reprodução

Prepare-se, a Festa Literária Internacional de Paraty – Flip – vai começar! O evento só acontece mesmo do dia 3 a 7 de julho, mas a venda dos ingressos será realizada a partir de segunda-feira, dia 10, às 10h da manhã.

Para quem não sabe, uma dica: os ingressos geralmente esgotam muito rápido. Então, o ideal é escolher as mesas e outras atividades da Flip que lhe interessam e estar na frente do computador, a postos, às 09h30 (não é exagero). A programação completa já está no site. As inteiras dos ingressos custam R$46 para a Tenda dos autores, espaço principal, onde é possível ver os palestrantes ao vivo, e R$12 para a Tenda do telão, montada na praia, onde o público acompanha as mesas à distância, mas em tempo real.

Serão disponibilizados ingressos para a Conferência, Show de abertura e para as mesas literárias do programa principal. Uma das mesa, Zé Kléber, é gratuita, com retirada de ingressos uma hora antes. A programação da FlipMais, uma segunda oportunidade de contato com alguns dos autores participantes, será divulgada ainda em junho, junto com as informações para os ingressos.

As entradas podem ser compradas em www.ingressorapido.com.br (a organização da Flip aconselha fazer o cadastro no site com o máximo de antecedência) ou em alguns locais físicos no Rio de Janeiro, saiba mais aqui. Cada pessoa pode comprar até dois ingressos.

Flip
Todos os anos, desde 2003, nos cinco dias de programação, a Festa Literária Internacional de Paraty realiza cerca de 200 eventos, que incluem debates, shows, exposições, oficinas, exibições de filmes e apresentações de escolas. Hoje a Festa é conhecida como um dos principais festivais literários do mundo.

Em 2013, o homenageado é Graciliano Ramos. Jornalista, cronista, romancista, professor e político, Graciano, nascido em Quebrangulo, Alagoas, em 1892, baseou-se principalmente em experiências pessoais para escrever seus romances. Apesar de extremamente pessoal, sua literatura consegue ter caráter universal. A festa é uma celebração aos 120 anos de nascimento do escritor.

A vida e obra do alagoano estará entre os temas discutidos em uma conferência de abertura e 20 mesas. Numa conversa informal, convidados das mais variadas áreas, como escritores, cineastas, quadrinistas, historiadores, jornalistas e artistas plásticos, entre outros, discutem literatura.

Saiba mais sobre a Festa e a programação desta edição aqui: www.flip.org.br

Thais Marinho

Ainda são poucos os livros na minha estante e muitos na lista para serem lidos, mas a paixão por eles já está há muito tempo instalada. Hoje, cá estou, quase ex-jornalista, estudante de Letras, atualmente em terras hermanas, desbravando o argentinês e as literaturas hispano-americanas.