Celebre a literatura e a leitura no ‘World Book Day’

No Reino Unido já é Dia do Livro: mais de 100 países participam da festa literária
Celebre a literatura e a leitura no 'World Book Day'divulgação / reprodução

Se estiver de passagem pelo Reino Unido no dia 3 de março, não se surpreenda se descobrir o Wally em uma esquina, esbarrar com uma pequena Alice seguindo o coelho branco em direção à escola ou avistar a Hermione (sem seu utilíssimo vira-tempo) correndo para não se atrasar para a próxima aula. É nesta data em que é celebrado por lá, em 2016, o World Book Day – o Dia Mundial do Livro, evento mundial organizado pela UNESCO e comemorado em mais de 100 países. Enquanto no resto do mundo costuma-se fazer a festa dos livros no dia 23 de abril (data de nascimento de Miguel de Cervantes, William Shakespeare e Garcilaso de la Vegas e de morte de autores como Maurice Druon e Vladimir Nabokov), no Reino Unido e na Irlanda a primeira quinta-feira de março foi adotada para evitar feriados nacionais e envolver o maior número possível de crianças, escolas e educadores.

Em 2016, a celebração da leitura chegou ao seu 19º ano. Crianças de todas as idades se reúnem para celebrar autores, ilustradores, livros e, principalmente, a leitura – com muita brincadeira e fantasias engraçadas. O objetivo principal do evento é incentivar meninos e meninas a explorarem o prazer do livro e da leitura.

No Reino Unido, a ação, organizada por uma instituição de caridade, busca oferecer aos pequenos a oportunidade de também terem um livro para chamar de seu: por isso, são enviados às escolas (incluindo as creches e as escolas secundárias que se inscreveram), pacotes com ideias e atividades, material divulgação, informações sobre como se envolver no Dia Mundial do Livro e os chamados Book Tokens – vale-livros que as crianças podem usar para levar gratuitamente um dos 10 livros oferecidos pelo projeto para casa. São mais de 14 milhões de tokens enviados na data – equivalente a quase um para cada criança com menos de 18 anos no país.

Neste ano, a lista de 10 novas obras, voltadas do público infantil ao jovem-adulto, inclui The Great Mouse Plot, conto autobiográfico de Roald Dahl, autor de livros como A Fantástica Fábrica de Chocolate (1964) , Matilda (1988) e James e o Pêssego Gigante (1961). Já Rainbow Rowell – autora de Eleanor & Park e Fangirl – assina Kindred Spirits, uma nova história, escrita especialmente para o World Book Day que acompanha Elena, uma ultra fã de Star Wars, em uma série de desventuras para assistir ao novo filme da saga nas estrelas.

 

Jessica Soares

As páginas amareladas, a poeira da capa, o lugar escondido no armário em que esperava por ser desbravado – a história sempre teve início antes das palavras. Nunca pisei no solo de outro planeta. Mas, na falta de naves, aviões e ônibus de viagem, embarquei nas páginas dos livros, que nunca falharam em me levar para longe.