BH recebe lançamento do livro “Felicidade foi-se embora?”

Sempre um Papo promove encontro entre Frei Betto, Leonardo Boff e Mario Sergio Cortela
BH recebe lançamento do livro “Felicidade foi-se embora?”reprodução / divulgação

No dia 20 de abril, em evento organizado pelo projeto Sempre um Papo, Belo Horizonte sediará o encontro de três grandes autores do país: Frei Betto, Leonardo Boff e Mario Sergio Cortella, que vêm à capital mineira para o lançamento do livro Felicidade Foi-se Embora?.

Na obra, os três escritores se reúnem para falar do tema Felicidade. Em tempos de super conectividade e redes sociais, onde todos parecem estar sempre muito felizes, os autores trazem mais perguntas do que respostas sobre a felicidade, sob diferentes ângulos e perspectivas.

O bate-papo será realizado às 19h30, no Cine Theatro Brasil Vallourec – os ingressos são gratuitos e devem ser retirados na bilheteria duas horas antes do início do evento. Para se preparar para o encontro, conheça um pouco mais sobre os autores:

frei-betto_PLreprodução

Mineiro de Belo Horizonte, Carlos Alberto Libânio Christo, o Frei Betto, é frade dominicano e escritor. Além de escrever para vários jornais, revistas e sites dentro e fora do Brasil, é autor de mais de 60 livros, entre eles o aclamado Batismo de Sangue, ganhador do Jabuti de 1982 na categoria Biografia e/ou Memórias. O livro conta algumas experiências de Frei Betto, preso por duas vezes sob o regime militar, e narra os episódios que levaram ao assassinato do ativista Carlos Marighella. Também é reconhecido por seus trabalhos sociais e em defesa dos direitos humanos. Atuou, em 2003 e 2004, como Assessor Especial do Presidente da República e coordenador de Mobilização Social do Programa Fome Zero e, desde 2007, é membro do Conselho Consultivo da Comissão Justiça e Paz de São Paulo e é sócio fundador do Programa Todos pela Educação.

boff_PLreprodução

Natural de Concórdia, Santa Catarina, Leonardo Boff é teólogo, escritor e professor universitário. Seu livro Igreja: Carisma e Poder, que aborda a doutrina e a hierarquia católica, renderam-lhe um processo junto à Congregação para a Doutrina da Fé e em 1985 foi condenado a um ano de silêncio obsequioso pelo ex-Santo Ofício. Foi membro da Ordem dos Frades Menores antes de desligar-se e pedir dispensa do sacerdócio. Em 1993 se tornou professor de Ética, Filosofia da Religião e Ecologia na Universidade do Estado do Rio de Janeiro, onde é atualmente professor emérito.

cortella_PLreprodução

De Londrina, no Paraná, Mario Sergio Cortella experimentou, na juventude, a vida monástica em um convento da Ordem Carmelitana Descalça, mas abandonou a perspectiva de ser monge para seguir a carreira acadêmica. Graduou-se em Filosofia em 1975 e em 1989 concluiu seu mestrado em Educação. Foi Secretário Municipal de Educação de São Paulo em 1991 e 1992, durante a administração de Luiza Erundina. Publicou livros nos campos da Filosofia e da Educação, entre eles Pensar Bem nos Faz Bem! e Política: para não ser idiota, escrito ao lado de Renato Janine Ribeiro.

PRA NÃO PERDER:
Sempre um Papo com Frei Betto, Leonardo Boff e Mario Sergio Cortella
20 de abril, quarta-feira, às 19h30, no Cine Theatro Brasil Vallourec (Avenida Afonso Pena, S/N, Praça Sete – Centro)
Os ingressos, gratuitos, devem ser retirados na bilheteria duas horas antes do início do evento. Será distribuído apenas um ingresso por pessoa.

Stéphanie Bollmann

Lendo mais e mais, sempre na esperança de que os melhores livros, as melhores frases e ideias, estejam todos escondidos nas próximas páginas.